A fundação vai oferecer novos cursos de capacitação para jovens e adultos e planeja abrigar o Centro Tecnológico de Reciclagem e o Centro de Referência em Agroecologia e Segurança Alimentar.

 

crédito: Rogério Arruda

 

O município de Esmeraldas, localizado na região metropolitana de Belo Horizonte, terá a oportunidade de usufruir de um pacote de ações educacionais e ambientais em 2017. A Fundação Educacional Caio Martins, em parceria com a prefeitura de Esmeraldas, Sistema FIEMG e Secretaria de Estado de Educação - SEE, vai proporcionar aos jovens e adultos novos cursos de capacitação nas áreas da agropecuária, mecânica, panificação, confeitaria, informática, elétrica predial, jardinagem, paisagismo e iniciação artística, possibilitando o desenvolvimento econômico e social da região.

No dia 10 de fevereiro, a direção da FUCAM se reuniu com o prefeito Márcio Belém e sua equipe de secretários, a CDL Esmeraldas, o Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), Rede Cataunidos e Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável – INSEA para juntos realizarem uma série de medidas integradas para beneficiar a comunidade. “A proposta que trouxemos é realizar uma integração com a cidade e encontramos total acolhida do prefeito e sua equipe para fazermos um trabalho integrado de educação e sustentabilidade”, relata Maria Tereza Lara, presidente da FUCAM.  

 

Ampliação da Educação Integral e Técnica


Em parceria com a Secretaria Estadual de Educação, a FUCAM pretende realizar um pacote de ações para o município de Esmeraldas. “A ideia é ampliar o polo de educação integral, que atualmente atende alunos das escolas estaduais, para também atender as escolas municipais, assim todos os alunos da rede pública poderão participar das oficinas de música, dança, teatro e de cultura no geral que oferecemos dentro da fundação”, afirma Gildázio Santos, vice-presidente da FUCAM. Já no segundo semestre a proposta é que o Centro Educacional Caio Martins, de Esmeraldas, se transforme em polo de educação técnica com a reestruturação do curso de agropecuária, a abertura de novos cursos na área de agroecologia para fomentar a produção de alimentos orgânicos, mecânica de motocicletas e eletricista predial, os dois últimos previstos para serem oferecidos nos meses de novembro e dezembro pelo Sistema FIEMG.

O prefeito Márcio Belém reconhece que o momento é extremamente oportuno para Esmeraldas realizar parcerias com a FUCAM. “Essa união vai colocar a cidade em um cenário muito maior de educação e desenvolvimento. Isso é o resultado de se juntar um grupo bem intencionado onde as ideias se multiplicam e estimulam a gente. Vamos estabelecer parcerias práticas com a FUCAM e sermos instrumentos de continuidade de parte da obra do Coronel Almeida”, afirma o prefeito que foi contemporâneo do Coronel Manoel José de Almeida, criador da Fundação Educacional Caio Martins, e que pode acompanhar de perto a consolidação da obra do coronel para educação brasileira, através da fundação da FUCAM.    

 

Centro de Referência em Agroecologia e Segurança Alimentar
 

Transformar Esmeraldas em referência na produção de conhecimento, pesquisa e difusão da agroecologia. A criação do Centro de Referência em Agroecologia e Segurança Alimentar pretende contribuir com o desenvolvimento econômico da cidade, através da utilização do solo com práticas sustentáveis de cultivo, respeitando o meio ambiente e proporcionando uma alimentação mais saudável para população. O projeto deverá ser implantado na Fazenda Paulistas, na comunidade de Bambus, localizada à 4km do Centro Educacional da FUCAM, em uma parceria da fundação com a Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SEDA), Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do Estado de Minas Gerais (Consea/MG), Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Minas Gerais (Caisans/MG), Secretaria do Estado de Saúde de Minas Gerais (SES) e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). “ Vamos lançar um edital para que o terceiro setor e a universidade possam participar desse projeto, que pretende realizar a produção de conhecimento conectada com a cidade e que isso possa ser visto pelo mundo inteiro”, ressalta Gildázio, vice-presidente da FUCAM.

 

1º Parque Tecnológico da Reciclagem Popular

Uma outra preocupação da FUCAM é a preservação ambiental nos municípios onde ela está inserida. Para isso está em curso a proposta de criação do 1º Parque Tecnológico da Reciclagem Popular, que deverá ser construído na Fazenda Sítio Novo, na Comunidade de Vista Alegre em Esmeraldas. O objetivo é que o Parque Tecnológico proporcione o tratamento correto para o lixo gerado pelo município, além de diminuir custos graças a destinação correta, evitando danos ambientais para região e contribuindo na educação ambiental dos moradores da cidade. A iniciativa que é inédita no Brasil, o Parque Tecnológico de Reciclagem Popular é um projeto criado com objetivo de gerar conhecimento através de pesquisa e difusão da plataforma Lixo Zero que liga os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável - ODS ao enfrentamento das mudanças climáticas, este programa pensa soluções para gestão de resíduos da cidade, envolvendo a participação comunitária.

Michelle Parron II ASCOM FUCAM

Enviar para impressão