Previstos para iniciarem em abril de 2020, os cursos de formação inicial e continuada (FIC) a serem ofertados nos centros educacionais da Fundação Educacional Caio Martins (FUCAM) precisaram ser adiados em função das medidas adotadas para enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Assim que houver o retorno presencial das aulas, será divulgado novo cronograma para início das turmas.

Os cursos FIC são uma oferta educativa – específica da educação profissional e tecnológica – que favorecem a qualificação, a requalificação e o desenvolvimento profissional de cidadãos para atendimento às demandas de mercado e setores produtivos, em consonância com a realidade regional.

No âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (FIC/Pronatec), a FUCAM ofertará sete cursos em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE), distribuídos em seus seis centros educacionais. São eles: Apicultura, Agricultura Orgânica, Gestor de Microempresa, Operador de Processamento de Frutas e Hortaliças, Padeiro, Operador de Derivados do Leite e Suinocultor.

Os cursos terão carga horária entre 160 a 270 horas e exigem escolaridade mínima do ensino fundamental incompleto ou ensino fundamental completo. Serão abertas 40 vagas para cada um e poderão se candidatar cidadãos com mais de 15 anos. As regras específicas para participação serão divulgadas pela SEE, tão logo seja elaborado o novo calendário para 2020.

Os professores que atuarão nos cursos FIC serão contratados por Edital de Processo Seletivo de Bolsista do Pronatec, a ser publicado pela SEE. Os interessados deverão aguardar a publicação do Edital, que será divulgado assim que houver sinalização de retorno dos trabalhos presenciais.

Alvimar José Tito esclarece que “todo o processo para que a FUCAM execute os cursos FIC está sendo desenvolvido com afinco pela equipe. Desde a escolha dos temas, que se deu com participação de alguns atores importantes das localidades, até a execução final, tudo será feito com excelência para que a fundação possa retomar o lugar que ocupou na preparação de pessoas vulneráveis para o mundo do trabalho.”